Radioterapia para Câncer de Pele Melanoma

O tratamento radioterápico utiliza radiações ionizantes para destruir ou inibir o crescimento das células anormais que formam um tumor. Existem vários tipos de radiação, porém as mais utilizadas são as eletromagnéticas (Raios X ou Raios gama) e os elétrons (disponíveis em aceleradores lineares de alta energia).

No caso do melanoma, a radioterapia é utilizada para metástase no cérebro e ossos, podendo também ser usada em casos em que a cirurgia não é realizada em função da localização do tumor.  A radioterapia pode também ser utilizada para tratar recidivas do melanoma, após a cirurgia.

A radioterapia também pode ser feita após a cirurgia para um tipo incomum de melanoma conhecido como melanoma desmoplásico.

Em alguns casos, a radioterapia pode ser administrada após a cirurgia na área onde foram retirados os linfonodos, especialmente se muitos deles continham células cancerígenas, para reduzir a chance de uma recidiva.

A radioterapia também pode ser usada para tratar recidivas que possam ocorrer após a cirurgia, tanto nos gânglios linfáticos como na pele, para tratar a disseminação à distância da doença.

A radioterapia é, muitas vezes, feita para aliviar os sintomas causados ​​pela disseminação da doença, especialmente para o cérebro ou ossos. Nestes casos, o tratamento é denominado radioterapia paliativa, que tem o objetivo de reduzir alguns sintomas da doença.

 

Radiocirurgia Estereotáxica

A radiocirurgia estereotáxica é um tipo de radioterapia que pode ser utilizada para tumores que se disseminaram para o cérebro.

Para entender essa técnica de tratamento acesse nossa seção sobre Radiocirurgia Estereotáxica.

 

Possíveis Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais da radioterapia dependem muito da região que é irradiada, podendo incluir:

  • Fadiga.

  • Reações cutâneas.

  • Náuseas, se a radiação for direcionada na área do abdome.

  • Perda de cabelo, na região irradiada.

Muitas vezes, esses efeitos desaparecem com o término do tratamento. Quando a radioterapia é administrada simultaneamente com a químio os efeitos colaterais tendem a serem piores.

A radioterapia do cérebro, às vezes, pode causar perda de memória, dores de cabeça, problemas de concentração ou diminuição do desejo sexual. Normalmente, estes sintomas são menores em comparação com aqueles causados por um tumor no cérebro, mas podem diminuir a sua qualidade de vida.

Fonte: American Cancer Society (27/04/2015)