Quais são os novos tratamentos contra o câncer de pele melanoma?

Novos tratamentos estão em desenvolvimento e novos métodos já estão disponíveis para o tratamento do câncer de pele melanoma:

Imunoterapia

 Este tipo de tratamento inclui várias abordagens para ajudar o sistema imunológico a atacar as células de melanoma de forma eficaz. Algumas formas de imunoterapia, como ipilimumabe, citocinas e a vacina BCG já estão em uso no tratamento de alguns melanomas.

Vacinas

 As vacinas alvo para o melanoma estão sendo avaliadas em pesquisas clínicas. São terapias experimentais que ainda não têm qualquer benefício comprovado.

Outras Imunoterapias

 Alguns estudos iniciais demonstraram que o tratamento de pacientes com altas doses de quimioterapia e radioterapia, seguido da administração de linfócitos infiltrantes de tumores (TILs), células do sistema imunológico encontradas em tumores, podem diminuir o tamanho dos mesmos.

Terapia Alvo

 Com a descoberta de algumas das alterações genéticas nas células de melanoma, os pesquisadores começaram a desenvolver drogas que atacam essas mudanças. Estes medicamentos alvo atuam de forma diferente dos quimioterápicos convencionais, além de terem menos efeitos colaterais.

• Drogas que alteram o Gene BRAF

Cerca de metade de todos os melanomas têm alterações em um gene chamado BRAF. Estas alterações fazem com que o gene produza uma proteína BRAF alterada que induz as células de melanoma a crescerem e se dividirem. O medicamento vemurafenib age contra a proteína BRAF alterada, mas não tem efeito em pacientes cujos melanomas têm um gene BRAF normal.

• Drogas que alteram o Gene c-kit

Certos tipos de melanomas têm alterações genéticas incomuns. Isto inclui os melanomas que começam nas palmas das mãos, plantas dos pés, sob as unhas, no interior da boca e outras mucosas, e em áreas que recebem uma exposição solar crônica. Cerca de 1/3 desses melanomas têm alterações no gene c-kit. Algumas drogas que já estão em uso para tratar este tipo de câncer, como imatinibe e nilotinibe, são conhecidas como células alvo com alterações no c-kit. Já estão em andamento algumas pesquisas clínicas para avaliar como estas e outras drogas podem ajudar as pessoas com este tipo de melanoma.

• Drogas que alteram outros Genes ou Proteínas

Vários medicamentos que têm como alvo outros genes anormais ou proteínas, como sorafenib, bevacizumab, temsirolimus e everolimus, estão sendo testados em pesquisas clínicas. Os pesquisadores também estão avaliando combinações destes medicamentos específicos com outros tipos de tratamentos, como quimioterapia ou imunoterapia.