O que é imunoterapia para o câncer de pele melanoma? Quais os diferentes tipos de imunoterapia disponíveis?

A imunoterapia estimula o sistema imunológico do paciente a reconhecer e destruir as células cancerosas de forma eficaz. Vários tipos de imunoterapia podem ser utilizados no tratamento de pacientes com melanoma avançado:

 

Ipilimumabe para Melanoma Avançado

 É um anticorpo monoclonal produzido a partir de uma proteína do sistema imunológico, que tem como alvo a proteína CTLA-4, que normalmente ajuda a manter as células T do sistema imunitário sob controle. Ao bloquear a ação do CTLA-4, o ipilimumabe aumenta a resposta imune do corpo contra células de melanoma.

 

Citocinas para Melanoma Avançado

 As citocinas são sintetizadas pelos macrófagos, monócitos e, principalmente, pelos linfócitos, têm curto tempo de vida, pois apenas são liberadas durante uma resposta imune, agem coletivamente e são responsáveis por acionar os linfócitos B, que, por sua vez, se incumbem de produzir anticorpos específicos.

 

Interferon-alfa como Terapia Adjuvante

 Os pacientes com melanomas maiores geralmente têm metástases. Mesmo que todo o tumor tenha sido removido cirurgicamente, podem existir células remanescentes. O interferon-alfa pode ser utilizado como terapia adjuvante após a cirurgia para tentar impedir a crescimento e disseminação destas células.

 

Vacina do Bacilo de Calmette-Guerin (BCG)

 A vacina BCG é um germe relacionado com o que causa a tuberculose. A BCG não provoca a doença em humanos, mas ativa o sistema imunológico. A vacina BCG funciona como uma citocina, aumentando o sistema imunológico, não é direcionada especificamente para as células de melanoma.

 

Imiquimod

 O imiquimod é um medicamento que, quando aplicado como um creme, estimula a resposta imunológica local contra células do câncer de pele melanoma. Para melanomas estágio 0 localizados em áreas sensíveis do rosto, pode ser utilizado o creme imiquimod. Também pode ser utilizado em alguns tumores que se disseminaram ao longo da pele.