Estadiamento do Câncer de Pele Melanoma

O estadiamento é uma forma de descrever um câncer, sua localização, se e para onde disseminou, e se está afetando as funções de outros órgãos no corpo. Ter conhecimento do estágio ajuda o médico a decidir o tipo de tratamento a ser realizado e o prognóstico do paciente.

Sistema de Estadiamento TNM

O sistema de estadiamento utilizado para melanoma é o sistema TNM da American Joint Commission on Cancer. O sistema TNM utiliza três critérios para avaliar o estágio do câncer: o próprio tumor, os linfonodos regionais ao redor do tumor, e se o tumor se espalhou para outras partes do corpo.

TNM é abreviatura de tumor (T), linfonodo (N) e metástase (M):

T. Indica o tamanho do tumor primário e se disseminou para outras áreas.
N. Descreve se existe disseminação da doença para os linfonodos regionais ou se há evidência de metástases em trânsito.
M. Indica se existe presença de metástase em outras partes do corpo.

Tumor: Pelo sistema TNM, o T acompanhado de um número (0 a 4) é usado para descrever o tumor primário, particularmente o seu tamanho. Pode também ser atribuída uma letra minúscula “a” ou “b” com base na ulceração e taxa mitótica.

Linfonodo: O N no sistema TNM representa os linfonodos regionais, e também é atribuído a ele um número (0 a 3), que indica se as células de melanoma disseminaram para os gânglios linfáticos. Pode também ser atribuída uma letra minúscula “a”, “b”, ou “c”, conforme descrito abaixo.

Metástase: O M no sistema TNM indica se a doença se disseminou para outras partes do corpo.

Existem dois tipos de estadiamento para o melanoma:

Estadiamento Clínico: Baseado no exame físico, biópsia, e exames de imagem.

Estadiamento Patológico: Baseado em todas essas informações, além do que foi encontrado durante biópsias de linfonodos e outros órgãos.

O estadiamento patológico pode ser maior do que o obtido no estadiamento clínico, uma vez que é realizado após a biópsia, por esse motivo é o adotado pelos médicos, pois fornece com mais precisão a extensão do câncer.

 

Categorias T

A categoria T se baseia na espessura do tumor e outros fatores da biópsia:

Espessura do Tumor: A espessura do melanoma é a chamada medida de Breslow. Quanto mais fina, melhor o prognóstico. Em geral, os melanomas com menos de 1 mm de espessura têm menos chance de se disseminar.

Índice Mitótico: O índice mitótico é determinado pelo número de células no processo de divisão (mitose) em uma certa quantidade de tecido de melanoma. Um maior índice mitótico significa maior probabilidade da doença se disseminar.

Ulceração: É uma ferida da pele sobre o melanoma. Melanomas ulcerados tendem a ter um pior prognóstico.

TX: O tumor não pode ser avaliado.

T0: Não há evidência de câncer.

Tis: Melanoma in situ, o que significa dizer que as células cancerígenas são encontradas apenas na camada exterior da pele (epiderme).

T1a: O tumor primário não tem ulceração e tem taxa mitótica menor que 1/mm2.
T1b: O tumor primário tem ulceração taxa mitótica é maior ou igual a 1/mm2.

T2a: O tumor primário tem entre 1,01 – 2,0 mm de espessura e não tem ulceração.
T2b: O tumor primário tem entre 1,01 – 2,0 mm de espessura e tem ulceração.

T3a: O tumor primário tem entre 2,01 – 4,0 mm de espessura e não tem ulceração.
T3b: O tumor primário tem entre 2,01 – 4,0 mm de espessura e tem ulceração.

T4a: O tumor primário tem mais de 4,0 mm de espessura e não tem ulceração.
T4b: O tumor primário tem mais de 4,0 mm de espessura e tem ulceração.

 

Categorias N

NX: Os linfonodos regionais não podem ser avaliados.

N0: Não há nenhuma evidência de doença nos gânglios linfáticos.

N1: O tumor se disseminou para um linfonodo.

N2: O tumor se disseminou para dois ou três gânglios linfáticos

N3: O tumor se disseminou Qualquer uma das seguintes condições:
O câncer espalhou-se para 4 ou mais linfonodos.
Dois ou mais linfonodos aparecem comprometidos.
Metástases em trânsito, com qualquer número de linfonodos comprometidos.

 

Categorias M

M0: O melanoma não se disseminou para outros locais.

M1a: O tumor se disseminou para outras partes da pele, sob a pele ou linfonodos, com um nível normal de LDH.
M1b: O tumor se disseminou para os pulmões, com um nível normal de LDH.
M1c: O tumor se disseminou para qualquer outro órgão interno do corpo, com um nível elevado de LDH.

 

Estágios do Melanoma

Estágio 0 (Tis, N0, M0): Melanoma in situ.

Estágio IA: T1a, N0, M0.

Estágio IB: T1b ou T2a, N0, M0.

Estágio IIA: T2b ou T3a, N0, M0.

Estágio IIB: T3b ou T4a, N0, M0.

Estágio IIC: T4b, N0, M0.

Estágio IIIA: T1a a T4a, N1a ou N2a, M0.

Estágio IIIB: T1b a T4b, N1a ou N2a, M0; T1a a T4a, N1b ou N2b, M0; T1a a T4a, N2c, M0.

Estágio IIIC: T1b a T4b, N1b ou N2b, M0; T1b a T4b, N2c, M0; Qualquer T, N3, M0.

Estágio IV: Qualquer T, qualquer N, M1(a, b, ou c).

Fonte: www.cancer.org/cancer/skincancer-melanoma/detailedguide/melanoma-skin-cancer-diagnosedhttp://www.cancer.org/cancer/skincancer-melanoma/detailedguide/melanoma-skin-cancer-diagnosed (20/05/2016)