Câncer de Pele Melanoma

O melanoma é um câncer que se origina e desenvolve nos melanócitos. Como a maioria das células do melanoma produz melanina, geralmente os tumores são de cor marrom ou preta. No entanto, alguns melanomas não são pigmentados, podendo ser de cor rosa, bege ou branco.

Diagnóstico do Câncer de Pele Melanoma

Histórico Clínico e Exame Físico

No caso do melanoma a biópsia é o único modo de se obter um diagnóstico definitivo de câncer. Se a biópsia não é possível de ser realizada, o médico solicitará outros exames que ajudarão a definir o diagnóstico. Os exames de imagem são utilizados para determinar se o câncer se espalhou para outros órgãos.

Se uma pessoa apresenta sinais de melanoma, o médico analisará o histórico clínico completo do paciente, observando os sintomas e fatores de risco. Para diagnosticar o melanoma e determinar o grau de comprometimento da doença poderá ser solicitada a realização de alguns exames.

Durante o exame físico, o médico observará o tamanho, forma, cor e textura das lesões em questão, e se há sangramento ou descamação.

O médico também apalpará os gânglios linfáticos da virilha, axilas, pescoço e próximos da área com a lesão. O aumento dos gânglios linfáticos pode sugerir que o melanoma se disseminou para esse local.

Junto com o exame físico, alguns dermatologistas usam uma técnica chamada dermatoscopia para avaliar manchas em pele mais claras. O médico utiliza um dermatoscópio, uma lente de aumento especial com fonte de luz própria para observar a pele. Às vezes uma fina camada de óleo é usada com este instrumento. Uma imagem digital ou fotográfica do local pode ser feita.

Fonte: American Cancer Society (27/04/2015)