Detecção Precoce do Câncer de Pele Melanoma

A detecção precoce do melanoma aumenta a chance de sucesso do tratamento.

Autoexame da Pele

O autoexame regular da pele permite a detecção precoce do câncer de pele, e deve ser realizado em frente a um espelho numa sala iluminada. É importante conhecer o padrão de pintas, manchas, sardas, e outras marcas na pele para que você detecte novas pintas ou alterações nas já existentes. As seguintes etapas devem ser incluídas no autoexame da pele:

  • Examinar a parte anterior, posterior e lateral do corpo inteiro diante de um espelho, com os braços levantados.
  • Dobrar os cotovelos e olhar cuidadosamente a parte externa e interna dos antebraços, braços e mãos.
  • Examinar a parte anterior, posterior e lateral das pernas e pés, incluindo plantas dos pés e os espaços entre os dedos.
  • Levantar o cabelo para examinar o pescoço e o couro cabeludo com um espelho de mão.
  • Verificar a área genital e nádegas com um espelho de mão.

Você deve consultar um médico se encontrar:

  • Alterações na pele que correspondem a qualquer um dos achados citados acima.
  • Aparecimento de novas lesões na pele.
  • Alterações suspeitas em manchas de nascença.
  • Ferida que não cicatriza em duas semanas.
  • Coceira ou formigamento incomum numa mancha de nascença.

Às vezes é difícil, até para um médico, perceber a diferença entre melanoma e uma pinta comum, por isso é importante sempre mostrar ao médico qualquer pinta que você ache suspeita.

 

O que Procurar?

Uma pinta normal geralmente tem uma cor uniforme, marrom, bege, ou preta na pele, podendo ser plana ou em relevo, redonda ou oval. As pintas, em geral têm menos do que 6 cm de diâmetro. A pinta pode ser de nascença, ou surgir durante a infância ou na adolescência. As pintas novas, que surgirem após essa fase, devem ser avaliadas por um médico.

Uma vez que uma pinta se desenvolveu, normalmente ela permanecerá com o mesmo tamanho, forma e cor, durante muitos anos. Algumas pintas podem, eventualmente, desaparecer.

A maioria das pessoas tem manchas na pele, e quase todas as pintas são inofensivas. Mas é importante reconhecer qualquer alteração, que possa sugerir o desenvolvimento do melanoma.

 

Exame da Pele pelo Médico

Como parte de um exame de rotina relacionado ao câncer, seu médico deve examinar sua pele cuidadosamente.

Se o seu médico encontrar qualquer pinta irregular ou outras áreas suspeitas, ele pode encaminhá-lo a um dermatologista, que é o médico especializado em problemas de pele. Os dermatologistas, também, podem realizar exames regulares da pele. Muitos dermatologistas utilizam a técnica denominada dermatoscopia, também conhecida como dermoscopia, microscopia de epiluminescência ou microscopia de superfície, para examinar, de forma mais clara, a pele. Imagens digitais ou fotográficas do local podem ser realizadas.

Exames regulares da pele são, especialmente, importantes para as pessoas que têm um risco aumentado para o melanoma, como pessoas com síndrome do nevo displásico, com histórico familiar de melanoma e aquelas que tiveram já melanoma no passado.

Fonte: American Cancer Society (27/04/2015)