Aprendendo com Você

Os pacientes buscam trocar informações, conhecer outras histórias e também, dividir esperanças e vitórias

Leticia Castro

Câncer de pele Melanoma

Essa entrevista foi preenchida em 23/07/2015

  • Instituto Oncoguia – Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?)

Leticia – Sou Leticia Castro, tenho 37 anos, atuo há 7 anos na profissão de Téc. de Enfermagem no Pronto Atendimento da Unimed Amparo, trabalho e moro em Amparo/ SP, sou divorciada e tenho 2 filhos: Priscila de 14 anos e Marcos, de 12.

  • Instituto Oncoguia – Como foi que você descobriu que estava com câncer?

Leticia – Após biopsia, em 10/2014, foi constatado melanoma nodular de grau 4.

  • Instituto Oncoguia – Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais?

Leticia – Lesão em ombro direito, que sofreu mudanças: forma, cor, sangrante e que não cicatrizava. A suspeita veio na consulta com dermatologista.

  • Instituto Oncoguia – Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico?

Leticia – A distância, pois alguns dos principais exames são realizados somente em Campinas.

  • Instituto Oncoguia – Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou?

Leticia – Só pensei: PRECISO DE TI ! JESUS! SOMENTE O SENHOR ME DARÁ FORÇAS PARA LUTAR.

“Familia e meus filhos comigo: Viajar. Viver. Alimentação adequada. Shows. Palestras. Cursos. Apresentações – adoro cantar. Graças as misericórdias de Deus estou viva!!!”

  • Instituto Oncoguia – Qual foi a sua maior preocupação neste momento?

Leticia – Contar para meu pai Pedro, de 73 anos e minha mãe Dulce, de 71. Ambos com saúde igualmente frágil.

  • Instituto Oncoguia – Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos?

Leticia – Estou na 15º sessão da radioterapia. Faço imunoterapia com Interferon 3 vezes por semana. Em dezembro de 2014 passei por mapeamento do linfonodo sentinela, cirurgia esvaziamento linfático e retirada de 7 linfonodos: axilar direito e infraclavicular a direita. Com resultado da Biopsia de dois positivos e cinco negativos. Realizei 4 tomografias e um Pet CT (pet scan). Faço coleta e exames de sangue a cada 10 dias para controle da toxidade do interferon para o fígado.

  • Instituto Oncoguia – Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê?

Leticia – Senti muito os efeitos colaterais do interferon pois inicialmente a dose é dez milhões todos os dias. A radioterapia deu formigamento nos braços e mãos. Tive queimadura na pele e febre, além de mucosite, pois o local é no pescoço.

  • Instituto Oncoguia – Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou?

Leticia – Deus, principal da minha vida!!! Família!!! Tudo que senti dos efeitos foi superado com muita conversa e esclarecimentos com o oncologista e equipe multidisciplinar: psicóloga e nutricionista. Enfermagem e farmacêutica da clinica NEO MEDICINA DE AMPARO. É CLARO A minha FAMÍLIA !!

  • Instituto Oncoguia – Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista?

Leticia – Clara e esclarecedora… Fundamental.

  • Instituto Oncoguia – Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê?

Leticia – Dermatologista e cirurgião plástico, pois já retirei só este ano 15 pintas novas .

  • Instituto Oncoguia – Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida.

Leticia – Sim, o interferon (medicação) causa mudança de humor e depressão.

  • Instituto Oncoguia – Como está a sua vida hoje?

Leticia – Estou acreditando na cura e no meu restabelecimento completo.

  • Instituto Oncoguia – Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer?

Leticia – Estou somente em tratamento.

  • Instituto Oncoguia – Você buscou seus direitos? Se sim, quais?

Leticia – Sim: todos que o Oncoguia orientou. Antes eu não sabia.

  • Instituto Oncoguia – Quais são seus projetos para o futuro?

Leticia – Familia e meus filhos comigo: Viajar. Viver. Alimentação adequada. Shows. Palestras. Cursos. Apresentações – adoro cantar. Graças as misericórdias de Deus estou viva!!!

  • Instituto Oncoguia – Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje?

Leticia – Acreditar que há um Deus Maravilhoso que está contigo sempre. Acreditar em você.

  • Instituto Oncoguia – Como você conheceu o Oncoguia?

Leticia – Facebook e Melanoma Brasil.

  • Instituto Oncoguia – Você tem alguma sugestão a nos dar?

Leticia – Perfeito!! Vocês estão de parabéns!!

  • Instituto Oncoguia – O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros!

Leticia – Ser melhor divulgado.