Como é realizada a biópsia de um câncer de pele e quais os principais tipos utilizados?

Biópsia é a remoção de uma pequena quantidade de tecido utilizando técnicas que preservam a lesão inteira de modo que a espessura potencial do câncer e sua margem possam ser examinadas com cuidado, o tecido removido então é enviado para exame anatomopatológico.

Os principais tipos de biópsias utilizados para diagnosticar um câncer de pele são:

Biópsia por Shaving.

A biópsia por shaving é útil no diagnóstico de vários tipos de doenças da pele e pintas quando o risco de melanoma é baixo, por não permitir uma avaliação mais profunda do tecido. Nesta técnica o médico raspa as camadas superiores da pele com uma lâmina cirúrgica.

 

Biópsia Punch.

Na biópsia punch o médico remove uma amostra mais profunda da pele, utilizando um cilindro cortante, que atravessa várias camadas da pele, incluindo a derme, epiderme, e a parte superior do tecido celular subcutâneo.

 

Biópsias Incisional e Excisional.

Para examinar um tumor localizado nas camadas mais profundas da pele, o médico pode utilizar a biópsia incisional ou excisional. Na biópsia incisional é removida apenas uma porção do tumor, enquanto na biópsia excisional todo o tumor é retirado.